domingo, 2 de fevereiro de 2014

Festival Internacional da Cerveja em Berlim

Se tem uma coisa que me agrada nas viagens é quando me deparo com um evento bacana na cidade que estou visitando. Se pensar rapidinho, já peguei Parada Gay em Montpellier, Festival de Jazz em Bruxelas, show em Dresden e o mais apetitoso deles foi o Festival Internacional da Cerveja em Berlim. 



Sem querer vimos um cartaz na estação de trem e, para a nossa surpresa, o festival começava naquele dia. Quem conhece meu marido sabe que ele é apaixonada por cervejas. De qualquer tipo, cor, teor alcoólico e origem. Acabei embarcando no gosto dele e cerveja é minha bebida preferida. Provo qualquer uma. Gosto de quase todas!


Engana-se quem pensa que cerveja é tudo igual. Claro que se você pedir uma Brahma, Skol ou Antarctica, pouca diferença vai notar. A Heineken que é um pouquinho diferente já não agrada todo mundo. Mas existe uma infinidade de cores e sabores de cerveja! E o festival era o lugar certo pra provarmos mais um monte deles. 


Mas vamos ao festival. Não pagava nada pra entrar, apenas o que fosse consumido. Na primeira cerveja pagamos uns 2 euros a mais pelo copo. Depois na hora que devolvemos, pegamos o dinheiro de volta. Depois compramos a caneca do festival (que claro, fica enfeitando minha cristaleira) por uns 4 euros (eu acho) e a gente ia abastecendo com cada cerveja que queria. Os preços eram um pouquinho menores, mas porque a caneca era um pouco menor que os copos. Coisa de uns 3 euros cada 300 mL.


O festival aconteceu em uma avenida da cidade e eram 2 km de barraquinhas com cervejas de todos os cantos do mundo.  Ah! Tinha do Brasil, com uma meia dúzia de Brahmas... meio deprimente viu. Parecia que tinham caído lá de paraquedas.







Além de barraquinhas de cerveja, haviam também as de comidas típicas dos países. Era tanta variedade que ficava difícil decidir e acabou que comemos e bebemos só coisas da Alemanha. rsrs






Em alguns lugares tinham umas mesinhas onde povo ficava bebendo, comendo e conversando. Muito legal, um clima bem família. Gente de tudo que era idade. Estava bem cheio, mas sem tumulto ou confusão.





Em dois ou três lugares tinha apresentação de bandas. Uma delas em uma tenda, onde estava todo mundo no maior clima Oktoberfest! Dá uma olhadinha no vídeo e tenta não ficar com a música na cabeça.


video

Tinha um metrô perto de umas das pontas e outro mais pro final. Nossa ideia era ir até o fim depois ir voltando, mas chegamos no fim e ficamos com preguiça de voltar tudo... rsrsrs Acabamos voltando só até o metrô mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário