terça-feira, 29 de janeiro de 2013

O que fazer em Montpellier

Começamos em Montpellier pela Place de la Comédie, uma praça bem ampla e rodeada de cafés, onde estão o teatro da ópera e a fonte des Trois Graces. Com direito a brasileirada fazendo apresentação de capoeira.


 



À direita da praça tem um shopping e também um outro centro comercial com várias lojas.


Descendo pela Esplanada Charles de Gaulle passa-se pelo Jardin du Champs de Mars, pelo Musée Fabre (construção do século 17, que foi reformada e que dizem possuir uma bela coleção de pinturas - não entrei) e chega-se ao Corum, um centro de teatro e convenções.




Na esplanada estava rolando um feira de livros. Deu pra perceber que encontros, feiras e reuniões de pessoas são frequentes na França. Tropeça-se em um deles de repente!




Viramos do lado do Musée Fabre e começamos a andar pelo centrinho de ruinhas estreitas da cidade. Como todas as cidades francesas que visitamos, uma esquina dobrada podia representar um mundo de gente e a seguinte um deserto absoluto! (Não que na primeira foto haja um mundo de gente - eles vão aparecer logo logo) 



Entramos em uma igrejinha bem bonitinha, mas não consigo descobrir seu nome. Só sei que não é a Notre Dame des Tables (que meu livro guia indicava pra ir) e que fica em frente ao Musée Languedocien (expõe artefatos românicos e pré-históricos).






E foi nesse meio do caminho que cruzamos com o cover do Ronalducho, na mesma elegância que ele estava antes do Medida Certa e dos, supostos, 6 milhões! (Confesso que na hora fiquei bem na dúvida se era ele mesmo)


Viramos uma esquina e "voilà!" O mundo de gente!!! Uma parada gay, ou melhor, marcha da diversidade no melhor estilo brasileiro, com direito a trio elétrico, fantasias... Com direito a kit de camisinha (e lubrificante!) de brinde! Mas o que me impressionava era como a coisa funcionava... A galera passando numa rua apertadinha e as lojas abertas, funcionando normalmente. De repente saia alguém lá de dentro, dava uma olhada...!








Deu pra perceber que a bagunça é organizada ne! Seguimos em frente e cruzamos com o caminhão limpando, logo atrás do povo. Quando chegamos à Promenade de Peyrou, onde a farra havia começado, não havia mais sinal de que, uns 30 minutos atrás, estava rolando o maior concentra ali! E a festa também não se estendeu até altas horas, pois, mais tarde, quando chegamos de volta à Place de la Comédie (fim da marcha) já não tinha mais ninguém, só o caminhão da limpeza.


Passando a multidão chegamos à Préfecture, que fica na Place des Martyrs de la Résistance.


Pegamos a Rue Foch e fomos andando até o fim, onde fica o Arc de Triomphe. Do lado dele tem uma construção bonita, mas que, sinceramente, não sei o que é!



É passando sob o arco do triunfo que se chega à Promenade de Peyrou e ao Château d'Eau, uma praça grandona do século 18 e o arqueduto que servia a cidade. O lugar é lindo e tem uma vista super legal. Ficamos lá um tempão olhando e fotografando, olhando e fotografando...







Lá pertinho estão a Faculdade de Medicina (do ano de 1220) e também a Catedral de St-Pierre (não entrei).




Bem ao lado fica a Tour des Pins. A maior parte de Montpellier foi devastada pelas guerras religiosas do século 16 e apenas esta torre e a Tour de la Babote (bem ao lado do meu hotel - perto da Place de la Comédie) permanecem nas fortificações do século 12.


Logo em frente fica o Jardin des Plantes, que é o jardim botânico mais antigo da França (de 1593). O lugar é bonito, mas sei lá, tive a impressão de ser um pouco abandonado (apesar de tudo estar ajeitadinho). Teve um lugar que entramos que estava cheeeio de bichos enormes, acho que eram marimbondos ou algum parente deles. Saí de la rapidinho!








E aí foi acabando o dia, e fomos dando mais voltinhas pelo centro, com os restaurantes começando a ficar movimentados... tomamos uma cerveja no esquema happy houy 2 por 1 e depois ficamos procurando um lugar com bom preço pra sentar... e com nosso dedo podre fizemos uma péssima escolha! Atendimento ruim, comida mal servida... :(




E mais umas fotinhas na Place de la Comédie pra encerrar a noite de lua cheia.




Um comentário:

  1. Ah com certeza deve ter sido um dos passeios mais divertidos! Bjs

    ResponderExcluir